Dicas

17 de Novembro de 2021

10 livros de autores negros que você precisa conhecer

No dia 20 de novembro é celebrado, no Brasil, o Dia da Consciência Negra. A data homenageia Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, morto em 1695. O feriado representa a luta dos negros por seus direitos e promove a reflexão sobre questões raciais ainda presentes na nossa sociedade.

E você sabe que a melhor forma de refletir e se (re)educar é através de livros. Certo?

Pensando nisso, hoje vamos trazer uma seleção de livros para contribuir com o seu aprendizado pessoal. São livros escritos por autores negros que, apesar de existirem vários pelo mundo, são poucos difundidos.

Apesar de muitas obras não falarem sobre justiça social diretamente, elas destacam histórias sobre a situação dos negros na América. Abordar esse tipo de literatura é importante para discutirmos questões históricas que englobam as colonizações.

Sem mais delongas, abaixo você encontrará 10 livros de autores negros que você precisa conhecer.
 

1. Sing, Unburied, Sing, Jesmyn Ward (2017)

Nota no Goodreads: 4.02

Sing, Unburied, Sing é o terceiro romance de Jesmyn Ward. Ele conta a história de uma família que mora em uma cidade fictícia do Mississippi chamada Bois Sauvage. Essa é a primeira obra de Ward a introduzir elementos sobrenaturais, além de ter sido listada pelo The New York Times como um dos 10 melhores livros de 2017.
 

2. Under the Udala Trees, Chinelo Okparanta (2015)

Nota no Goodreads: 4.02

Esse livro se passa na década de 1960 e é a história de Ijeoma, uma menina que vive 
na Nigéria. Além de estar vivendo em um país destruído pela guerra, ela tem batalhas internas sobre a sua sexualidade e ainda sofre com os conflitos presentes na sua sociedade. Under the Udala Trees ganhou um prêmio de Melhor Ficção Lésbica em 2016.
 

3. The Water Dancer, Ta-Nehisi Coates (2019)

Nota no Goodreads: 4.07

The Water Dancer é uma história surrealista ambientada no período pré-Guerra de Secessão. O protagonista, HIram Walker, é um sobre-humano que possui memória fotográfica, mas que não se lembra da mãe. Além disso, ele é capaz de transportar pessoas por longas distâncias. O romance estreou em primeiro lugar na lista de best-sellers de ficção do The New York Times e foi selecionado para o Oprah's Book Club.
 

4. Children of Blood and Bone, Tomi Adeyemi (2018)

Nota no Goodreads: 4.08

Inspirado em Harry Potter, Children of Blood and Bone é o primeiro livro de uma trilogia em andamento. É o primeiro romance de Adeyemi e conta a história de Zélie Adebola. O objetivo da heroína é restaurar a magia do reino Orïsha, passando pela brutal supressão que sofre a classe de praticantes de magia a qual Zélie pertence, os majis. A versão em áudio ganhou o prêmio Audiobook do Ano em 2019.
 

5. The Bluest Eye, Toni Morrison (1970)

Nota no Goodreads: 4.08

The Bluest Eye é o primeiro romance escrito por Toni Morrison. Ele conta a história de Pecola Breedlove, uma jovem negra que tudo o que ela mais deseja é ter olhos azuis. A obra relembra a realidade dos negros em uma sociedade de padrão de beleza eurocêntrica. Por conter conteúdo sexual explícito, a obra gerou controvérsia nos Estados Unidos, quase sendo banida das escolas.
 

6. The Vanishing Half, Brit Bennett

Nota no Goodreads: 4.21

Esse livro conta a história de duas irmãs gêmeas idênticas criadas em uma pequena comunidade negra no sul dos Estados Unidos. Aos 16 anos, elas fogem de casa e, anos depois, descobrimos que suas diferentes experiências levaram elas a viver vidas muito diferentes. A obra estreou como número um na lista de best-sellers de ficção do The New York Times, além de ser considerado um dos melhores livros de 2020.
 

7. I Know Why the Caged Bird Sings, Maya Angelou (1969)

Nota no Goodreads: 4.25

Nessa obra autobiográfica, Maya Angelou descreve seus primeiros anos como escritora e poeta americana. O livro ilustra como a força de caráter e o amor pela literatura podem ajudar a superar o racismo e o trauma. Além de ter sido nomeada para o National Book Award em 1970, a obra se manteve como best-seller número um da The New York Times por dois anos consecutivos.
 

8. The Street, Ann Petry (1946)

Nota no Goodreads: 4.25

The Street foi um best-seller instantâneo e é o primeiro romance de uma autora afro-americana a vender mais de um milhão de cópias. Ele conta a história de Lutie Johnson, uma mãe negra que criou seu filho sozinha no Harlem durante a década de 1940. A obra mostra como as ruas do Harlem impactaram e moldaram a vida deles.
 

9. Homegoing, Yaa Gyasi (2016)

Nota no Goodreads: 4.46

Essa obra é o primeiro romance histórico de Yaa Gyasi e um pouco não convencional, por assim dizer. Cada capítulo conta a história de uma descendente diferente de uma axante chamada Maame. O primeiro é sobre suas duas filhas, que são meias-irmãs separadas por duas situações distintas: uma se casa com o governador de um castelo de escravos enquanto a outra é escravizada por ele.

O romance foi selecionado para o prêmio "5 under 35" da National Book Foundation de 2016, ganhou o John Leonard Award de melhor primeiro livro e foi nomeado para o Dylan Thomas Pize de 2017. No mesmo ano, ganhou o Hemingway Foundation/PEN Award e o Vilcek Prize por Creative Promisse in Literature em 2020.
 

10. Little Leaders: Bold Women in Black History, Vashti Harrison (2017)

Nota no Goodreads: 4.61

Little Leaders não é uma obra de ficção, mas um livro que conta a trajetória de 40 mulheres afro-americanas que moldaram a história. Harrison diz que se inspirou durante o Black History Month, quando começou a escrever e ilustrar sobre mulheres negras na história americana. Ele ganhou o NAACP Image Award, tendo sido nomeado antes mesmo de ser publicado.


Além desses livros, existem muitos outros escritos por autores negros que você pode ler. Você também pode buscar outras obras desses mesmos autores, principalmente se já tiver lido algum deles e tiver gostado. O importante é se abrir para novas experiências literárias e, de quebra, praticar o inglês.

Você também pode conferir a lista de filmes de diretores negros que disponibilizamos no Dia da Consciência Negra do ano retrasado clicando aqui.

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia. Para saber mais acesse aqui